Qual é a importância de fazer investimentos? Confira!


Qual é a importância de fazer investimentos? Confira!

Devido à instabilidade na economia do país muitas pessoas, principalmente donos de micro e pequenas empresas, têm percebido a importância de fazer investimentos para garantir sua segurança financeira.

Entretanto, a falta de conhecimento sobre o assunto pode resultar em más escolhas de investimentos como, por exemplo, aplicação em uma conta poupança (que cobre apenas a inflação) ou simplesmente deixar dinheiro parado na conta-corrente, diminuindo o poder de compra.

Sendo assim, uma das primeiras coisas que você precisa entender é que investir, diferentemente de poupar, é aplicar um valor pensando na rentabilidade durante um determinado período, seja de curto, médio ou longo prazo.

Pensando nisso, criamos este artigo para ajudá-lo a entender melhor sobre a importância de fazer investimentos de forma segura. Confira!

Quais as vantagens de fazer investimentos?

Investir é o caminho mais seguro para garantir estabilidade a qualquer empreendimento em tempos de crise, além de proporcionar crescimento econômico. Mas também existem outras vantagens, como:

Conquistar a independência

Como você se vê daqui a 30 anos? Essa é uma pergunta que temos que considerar, visto que atualmente a previdência pública no Brasil tem sido um assunto bastante discutido. Em razão disso, fazer um bom investimento é necessário para garantir sua independência futura.

Dica: Educação financeira pessoal: 8 passos para começar a sua

Investimentos como títulos públicos, por exemplo, quando aplicados por um período de 30 anos geram recursos muito acima dos pagos pelas previdências pública e privada.

Alcançar os objetivos

Se você tem algum sonho que não foi realizado por falta de condições, fazer investimentos é o caminho mais certo para começar a colocá-los em prática. Por isso, é essencial definir bem as suas metas de curto, médio e longo prazo.

Ter segurança financeira

Conquistar uma segurança financeira é o objetivo de praticamente todas as pessoas. Contudo, poucos conseguem alcançar a linha de chegada, pois não é fácil abrir mão de desejos momentâneos em prol de uma estabilidade futura.

Dica: Guia do agricultor: como fazer um planejamento para a próxima safra?

Sendo assim, para você não se perder pelo caminho é fundamental entender a importância do planejamento financeiro. Ou seja, a partir do momento que se aprende a ter domínio sobre seus gastos se torna mais fácil alcançar a estabilidade.

Manter uma reserva financeira

Sabe aqueles imprevistos que vez ou outra nos pegam desprevenidos e temos como solução solicitar empréstimos com altas taxas de juros? Um investimento serve para facilitar a sua vida quando essas eventualidades surgirem.

Quais os primeiros passos para começar a investir?

1. Defina seu objetivo

Antes de iniciar as aplicações é essencial definir seus objetivos, pois assim se torna mais fácil não se distrair pelo caminho. Por isso, é importante que você tenha certeza do retorno que se espera desse investimento.

2. Aprenda sobre o mercado

Por falta de conhecimento na área, as chances de você cair em uma armadilha são altas. Sendo assim, busque estar sempre informado por meio de livros, notícias, artigos etc. 

Dica: Entenda a importância das cooperativas de crédito para o crescimento do mercado

Quando há um entendimento sobre como funciona o mercado de investimentos as decisões tendem a ser mais acertadas, aumentando as chances de sucesso.

3. Estipule o valor inicial

Existem muitas opções de investimentos e cada uma requer montantes diferentes. Tem aplicação que possui valor inicial mais alto e outras com valor inicial mais baixo, inclusive de R$1,00. Dessa forma, saber quanto você tem para investir é importante para escolher qual aplicação será melhor para o seu perfil.

4. Estabeleça o tempo

É muito importante saber por quanto tempo você pretende manter o investimento, pois quanto maior for o período da aplicação maior será sua rentabilidade. Vale lembrar que seus objetivos precisam estar de acordo com os prazos estabelecidos.

5. Conheça seu perfil de investidor

Existem três perfis de investidores. São eles:

Dica: Conheça os principais diferenciais da Cresol

  • conservador: prefere a segurança a uma maior rentabilidade. O conservador prioriza a renda fixa investindo pouco em renda variável. Outra característica é a preferência por um resgate mais rápido com poucas perdas;

  • moderado: assumem maiores riscos, mas mantêm cautela em suas decisões. Costumam usar tanto a renda fixa quanto a variável;

  • agressivo: geralmente são investidores mais experientes e que estão dispostos a correr grandes riscos em prol de uma maior rentabilidade.

Diante disso, saber qual é o seu perfil é muito importante para adequar as aplicações ao planejamento financeiro e evitar riscos desnecessários.

Quais as formas de investir?

O mercado financeiro oferece uma variedade de investimentos tanto para quem prioriza pouca rentabilidade e menor risco quanto para quem deseja fazer altos investimentos em busca de uma maior rentabilidade. Logo, é importante estudar as possibilidades que o mercado financeiro oferece e optar pela que mais atende às suas necessidades. Por isso, separamos estas três opções de investimento:

Títulos públicos

Sendo considerado de baixo risco, os títulos públicos são uma maneira de emprestar dinheiro para o Governo Federal. A remuneração para esse tipo de investimento é pré ou pós-fixada. A aplicação pode ser feita pelo site do Tesouro Direto após cadastro e contratação de uma corretora de valores credenciada, que será responsável pela formalização da compra e venda dos títulos.

Quer saber mais sobre investimentos e empréstimos? Clique no banner abaixo e receba o Guia Prático de Financiamento para Empresas!

Certificado de Depósito Bancário — CDB

Também considerado como renda fixa e de baixo risco, o CDB tem o mesmo princípio do modelo anterior: trata-se de um empréstimo, mas dessa vez para um banco, que depois de um determinado período retorna o valor acrescido de juros.

Mercado de ações

O mercado de ações é uma alternativa de investimento para quem possui um bom conhecimento na área e gosta de ousar nas aplicações. Isso porque as ações possuem um alto valor de rentabilidade, porém grandes riscos. Existem três modalidades disponíveis no mercado:

Dica:Passo a passo: como se tornar um cooperado da Cresol?

1. Fundos de investimentos

É quando dois ou mais investidores se unem e realizam um determinado investimento e dividem os gastos entre si.

2. Clube de investimentos

São grupos menos formais constituídos por familiares e amigos. Eles podem ter de 3 a 50 participantes, sendo necessário um responsável para gerenciar as compras e vendas de ações.

3. Individualmente

O titular é o responsável pela compra e venda de suas ações, que são mediadas uma corretora de valores a qual permite acesso online à plataforma de negociação.

Dica: Soluções da Cresol para fazer o melhor investimento para você

Fazer investimentos é uma maneira bastante eficiente de conquistar seus objetivos, além de garantir a tão sonhada estabilidade financeira. Contudo, para evitar frustrações é importante sempre ter cautela, aplicar seu patrimônio em diferentes produtos financeiros e principalmente se manter informado sobre o assunto.

Se você gostou deste artigo e quer receber mais informações relevantes como essa, assine nossa newsletter e seja avisado por e-mail sobre as nossas novidades.




Por
28/03/2019

Nossa missão é promover a inclusão social através do acesso ao crédito! São mais de 200 mil famílias cooperadas em 10 estados brasileiros, e nos orgulhamos por ser o maior sistema de cooperativas de crédito rural solidário do Brasil.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!