Passo a passo: como se tornar um cooperado da Cresol?


Passo a passo: como se tornar um cooperado da Cresol?

Na cooperativa Cresol, o bem mais valioso é o ser humano do outro lado da mesa. Dessa forma, é ideal saber como se tornar um cooperado da Cresol, mesmo quem tem o mínimo exigido de cotas-partes pode desfrutar dos mesmos direitos de quem tem muitas.

Assim, Natureza jurídica própria da cooperativa: é sempre de uma sociedade limitada, na qual os cooperados (cotistas) respondem pela empresa até o limite de suas cotas, como em qualquer outra sociedade limitada.

Continue lendo o post para uma excelente tomada de decisão por meio de uma passo a passo feito para você. Confira!

Por que se tornar um cooperado da Cresol?

Em uma cooperativa você é um cooperador e pode participar das assembleias — isso permite que você aja como se fosse um dos donos, tendo direito de defender as suas ideias e participar de todas as votações.

Além do mais, como um cotista, caso haja algum tipo de sobra, você receberá, ao final de cada ano, um retorno proporcional às suas operações cooperativista. Portanto, efetuar uma transação com a cooperativa é uma ampla vantagem. Afinal, assim, o cooperado contribuirá com a realização de objetivos comuns aos seus.

Dica: Saiba como fomentar a economia local com ajuda de uma Cooperativa

Sendo assim, cooperar é unir forças para alcançar propósitos maiores e, pensando nisso, profissionais autônomos decidiram unir-se para constituir cooperativas de trabalho, visando uma maior representação coletiva no mercado e para conquistar melhores condições.

Quem pode se tornar um cooperado da Cresol?

Até o ano de 2016, a Cresol tinha uma segmentação de público e podia atender somente pessoas com vínculo com atividade rural. A partir de 2016, a cooperativa tomou uma decisão estratégica de expandir seu público para outras categorias.

A Cresol, mesmo não sendo uma cooperativa de livre admissão, pode atender todas as pessoas físicas e todas as pessoas jurídicas, exceto sociedades anônimas de capital aberto.

Dica: Entenda a importância de fomentar a economia local entre empresas

Embora a Cresol esteja voltada para o público rural, ela atende todos os tipos de cooperados, com ferramentas e tecnologia para atender a todos os outros públicos.

Ela também é capaz de atender às pessoas jurídicas, independentemente de serem microempreendedores individuais (MEI) ou micro e pequenas empresas.

Que serviços a Cresol oferece aos cooperados?

Um dos grandes diferenciais para quem pensa em se tornar um cooperado é o quanto as cooperativas conseguem ser mais eficientes do ponto de vista de economia, se comparado às instituições de financeiras de grande porte.

A característica principal é o baixo custo administrativo e operacional que uma organização desse tipo tem, devido às questões estruturais desse tipo de empreendimento. A gente também preza por tecnologia e segurança, mas é possível manter rotinas que, no fim das contas, tornam mais interessante, do ponto de vista econômico, ser sócio de uma cooperativa em vez de ser cliente de um banco.

Está precisando de um financiamento mas não sabe como funciona? Clique no banner e conheça nosso material!

Guia prático de financiamento para empresas

O grande diferencial para as pessoas que fazem parte de uma cooperativa, se comparado com uma instituição financeira tradicional, é que o lucro obtido é dividido apenas com os acionistas da empresa e esse dinheiro vai fazer parte das ações que estão em grandes capitais.

Quando a cooperativa tem lucro, no entanto, essa sobra é dividida entre os cooperados e esse dinheiro permanece na comunidade local que possibilitou que esses ganhos acontecessem. Em vez de migrar os recursos gerados para os grandes centros, ela trabalha para que a economia fique na comunidade local.

O cooperado movimenta e contribui com o resultado, que sempre permanece com ele e com a comunidade, fortalecendo mutuamente ambas as partes. A tarifa que é cobrada, ao final, após os resultados de lucros, permanece naquela região — ao contrário de um banco.

Quais os passos para se tornar um cooperado da Cresol?

A associação a uma cooperativa é livre a qualquer indivíduo. Basta que os objetivos almejados sejam semelhantes e que o vínculo de acordo com as normas e exigências do estatuto da instituição.

Sendo assim, o cotista também pode se associar, basta descobrir a cooperativa que tenha mais a ver com seus objetivos. Para começar, confira os alguns ramos que dispõem de associações desse tipo em nosso país:

Após escolher o setor operacional e decidir se vincular à Cresol, verifique o estatuto social da instituição e reúna os documentos necessários que vamos citar no tópico abaixo. Depois, é só depositar sua cota-parte e pronto.

O cooperado também pode criar uma conta em uma organização financeira cooperativa. Dessa forma, o cliente pode desfrutar de todos os benefícios do cooperativismo e ainda conta com juros e taxas muito menores do que as cobradas por um grande banco tradicional.

Quais os documentos para ser um cooperado?

Separamos aqui todos os documentos necessários para fazer parte da Cooperativa Cresol. Vejamos quais são, distintas de acordo com pessoas físicas e jurídicas. Confira:

Pessoa Física ou Natural

  • CPF;

  • documento de identificação (tipo, número, data de emissão e órgão expedidor);

  • comprovante de residência;

  • se casado, Certidão de Casamento — estado civil, nome do cônjuge;

  • comprovante de renda (bloco de notas);

  • se casado CPF e CI do cônjuge.

Pessoa Jurídica:

  • razão social;

  • cartão CNPJ;

  • contrato social;

  • estatuto.

Em resumo, agora que você já sabe como se tornar um cooperado da Cresol, basta fazer a sua escolha e ir até a agência mais próxima para iniciar os trâmites e poder usufruir dos créditos da financeira cooperativa e alavancar seus negócios no mercado. A gestão democrática faz parte do DNA da empresa e é muito importante que você participe e acompanhe de perto todos os processos que ela estabelece.

Os membros controlam e decidem ativamente suas políticas e todas as decisões no grupo, não criando uma instituição hierárquica e verticalizada. O sócio cooperado contribui igualmente para a formação do capital das cooperativas de trabalho e os lucros são divididos entre todos, ou destinados ao fortalecimento da cooperativa — desde que todos estejam de acordo nas votações das assembleias.

Quer saber mais sobre como o cooperativismo da Cresol funciona? Clique no banner!

Cresol, ao seu lado sempre que precisar




Por
29/11/2018

Nossa missão é promover a inclusão social através do acesso ao crédito! São mais de 200 mil famílias cooperadas em 10 estados brasileiros, e nos orgulhamos por ser o maior sistema de cooperativas de crédito rural solidário do Brasil.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!