Entenda por que um empréstimo pode ser considerado um investimento


Entenda por que um empréstimo pode ser considerado um investimento

Uma empresa precisa de recursos financeiros, planejamento e foco em resultados para crescer de maneira sustentável. Por isso, um empréstimo pode ser considerado um investimento financeiro que pode melhorar a qualidade dos serviços, caso seja investido de forma correta e em algo que gere resultados.

Essa conduta ainda se torna mais evidente quando a organização não possui recursos próprios suficientes para iniciar projetos voltados para o desenvolvimento das atividades ou sua expansão.

Em um momento de instabilidade econômica, é muito difícil não recorrer a um banco para manter o negócio funcionando adequadamente.

Neste post, vamos destacar aspectos positivos que um empréstimo pode proporcionar para a sua empresa e os procedimentos necessários para não ter problemas ao investir. Confira!

Veja por que um empréstimo pode ser considerado um investimento

É comum que muitos empresários tenham medo de pegar dinheiro emprestado. O motivo é não ter condições de pagar as parcelas e chegar a um elevado grau de endividamento.

Contudo, essa situação pode ser evitada, desde que os recursos sejam devidamente aplicados em atividades para gerar retorno e não imobilizar algo improdutivo. Para você ter sucesso ao fazer um empréstimo, é recomendado adotar algumas ações. Acompanhe!

Pensar nas possibilidades de retorno do capital investido

Imagine que você está interessado em comprar um equipamento que vai aumentar a produtividade da empresa. Para não comprometer as reservas financeiras de forma significativa, opte por um empréstimo.

Essa medida pode ser excelente para o seu negócio, caso tenha condições de obter o retorno do investimento em pouco tempo.

Ao adquirir um equipamento que ajuda a aumentar as vendas e o faturamento, uma organização tem mais condições de pagar um empréstimo em curto prazo, tendo menos gastos com os juros e outras taxas bancárias.

Para empresas que necessitam ou desejam ampliar, reformar ou modernizar o seu empreendimento, a Cresol dispõe de linhas de crédito que possibilitam realizar os sonhos do empresário.

As linhas de Investimentos Fixo, Misto e Energia Renovável permitem que uma empresa acesse um crédito com prazo de 5 anos para pagar. Os recursos podem ser usados para construir, reformar e ampliar. Além disso, contribuem para a modernização, a compra de softwares e a aquisição de máquinas e equipamentos, podendo agregar capital de giro ao empreendimento

A Cresol dispõe de linhas com juro subsidiado pelo BNDES para atender melhor a seus cooperados.

Dica: Tudo que você precisa saber sobre o Pronaf

Fazer o pagamento de dívidas com mais facilidade

Por algum imprevisto ou erro no planejamento, não está sendo possível pagar um fornecedor em dia. Com certeza, é uma situação que nenhum administrador gosta de enfrentar.

Além do valor original do débito, o empresário é obrigado a pagar os juros (referentes a esses atrasos, os quais são maiores que os juros originais da operação). Ou seja, o prejuízo acaba sendo ainda maior. Uma maneira de reverter esse quadro é apostar em um empréstimo.

Você pode até estar pensando que a organização está se livrando de uma dívida para entrar em outra. Porém, essa iniciativa ajuda a recuperar a saúde financeira da empresa, caso haja uma boa negociação com o banco.  

Com parcelas adequadas às suas condições de pagamento, é possível retomar as ações da organização com mais tranquilidade e ter um maior domínio sobre o orçamento.

Contar com capital de giro na hora certa

Pense que você está interessado em fazer uma promoção especial para os seus clientes, mas está com dificuldades de negociar, com os fornecedores, um valor mais reduzido dos itens necessários para oferecer um serviço de qualidade ao público-alvo.

De que maneira é possível contar com um dinheiro extra para adquirir matérias-primas em uma quantidade interessante para a sua empresa? Uma boa resposta é optar por um empréstimo bancário com taxas e prazos que viabilizem os investimentos.

Ao contar com o capital de giro, uma organização tem mais possibilidades de comprar mercadorias por um valor mais baixo, pagando à vista ao fornecedor e, muitas vezes, conseguindo descontos expressivos.

Dessa forma, pode realizar ofertas que chamem atenção dos consumidores e elevem as vendas, melhorando consequentemente o fluxo de caixa e a saúde financeira da empresa.

Quando uma companhia une bons serviços e preços competitivos, as chances de fidelizar os clientes é muito maior. Isso ajuda a contar com recursos necessários para pagar os empréstimos, manter as contas em dia e pensar em novos investimentos.

O indicado é optar pela linha de crédito de capital de giro da Cresol, porque a empresa terá acesso ao recurso para utilizar da maneira que julgar mais interessante, sem a necessidade de comprovar o uso. Outra vantagem é a aprovação rápida e facilitada, desde que a cooperado respeite as normas da instituição financeira.

Evitar prejuízos tributários, fiscais e trabalhistas

Prevenir os problemas financeiros é um passo importante para uma empresa funcionar a pleno vapor. Por isso, a recomendação é avaliar o orçamento e pegar um empréstimo no momento certo e em boas condições para estar em dia com as obrigações tributárias, fiscais e trabalhistas.

Imagine que uma companhia está com dificuldades para pagar as parcelas do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Inegavelmente, é uma situação que pode ser evitada com um planejamento adequado das despesas.

Essa postura também ajuda a não ter problemas com o pagamento de taxas e do salário dos funcionários. Se você pretende ser um gestor correto, uma ação crucial é respeitar os prazos para quitar os compromissos relacionados a impostos, órgãos fiscalizadores e empregados.

Por exemplo, uma ação trabalhista gera um grande desgaste de tempo e de dinheiro, que poderiam ser utilizados para o desenvolvimento da organização. Esse cenário mostra que um empréstimo é um ótimo negócio quando devidamente planejado.

Para essas situações que ocorrem anualmente, a Cresol disponibiliza aos cooperados linhas específicas para honrá-las. Elas abrangem o capital de giro para pagar tributos ou antecipar o 13º salário.

O pagamento do empréstimo pode ser feito à vista, parcelado a juros baixos e com prazo de até 12 meses, com aprovação ágil e facilitada.

Ter dinheiro com mais liberdade para usar

Uma companhia precisa de flexibilidade para estar mais atenta às demandas dos clientes e às tendências do mercado. Nem sempre há dinheiro disponível para fazer investimentos que melhorem, ao mesmo tempo, as condições de trabalho e a capacidade de negociar preços mais baixos com os fornecedores.

Qual é a solução para o dinheiro ser usado com mais autonomia quando os recursos próprios estão escassos? A resposta é obter um empréstimo e avaliar como o dinheiro pode ser aplicado.

Alguns empreendedores recorrem bastante a um financiamento. Contudo, essa modalidade de contrato bancário faz com que os recursos sejam usados somente para uma finalidade, como comprar um imóvel, adquirir um carro, entre outras.

Com um empréstimo, o gestor poderá fazer eventuais mudanças na utilização do dinheiro, caso seja necessário. Dessa forma, os investimentos estarão mais direcionados para manter o bom funcionamento de uma empresa.

A Cresol dispõe de linhas de crédito mais adequadas para os empresários investirem. Os cooperados podem usar a Cobrança Bancária, parcelando as compras dos clientes por meio dessa modalidade de serviço.

Também podem antecipar os valores a receber pelo Desconto de Títulos, que permite receber antecipadamente o valor das vendas, descontados os juros da transação financeira, o que flexibiliza e melhora o fluxo de caixa

O cooperado pode ainda optar pelo Crédito Rotativo, em que acessa uma linha de crédito pré-aprovada para utilizar o recurso quando necessário, pagando apenas os juros e os impostos proporcionais à utilização do dinheiro.

Melhorar o fluxo de caixa

Caso uma empresa possua empréstimos contratados e esteja passando por dificuldades para honrar os compromissos, a melhor saída é procurar uma instituição financeira e propor uma renegociação, aumentando prazos e reduzindo o valor das parcelas a pagar. 

Também é recomendado buscar opções de juros mais baratos no mercado, centralizando em uma única instituição financeira a divida da empresa, contratando a que tiver a melhor proposta. Assim, é possível reduzir despesas e ter um fluxo de caixa positivo.

Quer saber como fazer o planejamento para sua próxima safra? Clique no banner abaixo e baixe nosso eBook!

Guia do agricultor: como fazer um planejamento para a próxima safra

Tenha cuidado ao pedir um empréstimo

Você já sabe que pegar um empréstimo é uma maneira de impulsionar o seu negócio e de evitar dívidas que podem comprometer seriamente o orçamento e a imagem institucional. Contudo, é indicado executar alguns procedimentos para a chegada de um dinheiro extra não se transformar em problemas no futuro, por exemplo:

  • avaliar as condições impostas pelo contrato (prazo, taxas de juros e outros encargos);
  • analisar se é possível pagar as parcelas em dia;
  • ter uma noção de como utilizar o dinheiro;
  • e verificar o histórico da instituição financeira.

Em um cenário de instabilidade econômica, um empréstimo pode ser considerado um investimento, caso a empresa tenha planejado utilizar o dinheiro de maneira inteligente. Se você deseja conhecer alternativas interessantes para melhorar a performance do seu negócio, entre em contato conosco. Será um prazer atendê-lo!




Por
01/03/2018

Nossa missão é promover a inclusão social através do acesso ao crédito! São mais de 200 mil famílias cooperadas em 10 estados brasileiros, e nos orgulhamos por ser o maior sistema de cooperativas de crédito rural solidário do Brasil.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!